INVEJA FEMININA

nem elas mesmas se aprofundam na questão(Suzana é exceção) pois seria um debate longo, e elas são boas de briga, e como não temos tempo de ficar juntas, preferimos nos ater às bobagens e aliviar a loucura de nossos dias. Então peço licença para colocar aqui meu ponto de vista

Você pode chamar de inveja, competição, raiva, enfim como queira, mas na verdade ela existe e gostaria de entender o porquê.

 

Muitas vezes, confesso que já me peguei incomodada com a Gisele Bündchen, por ex.( quem nunca?), ela consegue ser uma mega mãe, empresária, linda, e ainda por cima pega o Tom Brady!...Será? A verdade, na minha opinião, é que de longe ela realmente seja tudo isto, mas e de perto? Nenhuma família é tão perfeita quanto parece…Aí tem!

 

PRONTO, tá vendo! Olha eu com inveja da Gisele aí minha gente!!! Já estou questionando e botando lenha na fogueira…Criticando e imaginando algo de ruim em meio ao paraíso(não me refiro a recente história de separação não - olha eu de NOVO! Eita língua!!!)…

 

O fato é o seguinte: ao ver que uma mulher é linda, nós já nos sabotamos, imaginando como não somos tão lindas como ela . Sentimos que isto nos diminui de algum modo… Ficamos frustadas e nos desperta, lá no íntimo, (pois eu sei que você deve estar pensando “ah eu não sinto inveja de ninguém”) a tal da competição…Inveja…Raiva…

 

 Ao vermos uma mulher bem sucedida, logo falamos: “hum, mas ela deve ser ausente em casa”… O fato dela ser bem sucedida imediatamente nos coloca para baixo pois nos comparamos umas as outras…

 

E quando ela é magra então FERROU!!!!! ANOREXIA, certeza!!!! Ou então: “também, não sai da academia, não tem vida a fulana”… Fala se não pensamos algo do gênero…Confessa, vai! Mesmo que você se censure, isto, uma hora ou outra acontece.

 

O sucesso alheio nos faz sentir menor, menos capaz, mais gorda kkkkk! Mas em uma conversa com uma amiga cheguei a uma conclusão libertadora: o sucesso alheio é apenas o sucesso alheio, ele não me diminui. Na verdade ele não me diz respeito… E como bom ser humano que sou(desculpe a falta de modéstia), ficarei feliz se este sucesso for de alguma amiga minha… Na verdade não ficarei apenas feliz, vou ajudá-la. Farei propaganda de seu trabalho para outras pessoas consumirem seus produtos ou contratarem seus serviços, direi a ela, como é legal aproveitar o tempo livre para curtir o filho tão amorosamente como ela curte, e direi que ela está linda quando se produzir ou emagrecer… Foi meio piegas este finalzinho,né?

 

Gostaria de deixar claro que não falo daquela inveja doentia onde se deseja o mal dos outros, onde a pessoa só se sente feliz quando a outra está mal…Falo da inveja em sua forma mais branda, aquela que não é destrutiva nem tão pouco construtiva… Criando uma comunidade fértil em ajuda e admiração, só temos a lucrar.

 

Depois de tanto pensar, chego a conclusão que somos humanos e que tudo bem nos sentirmos assim as vezes, o que não podemos fazer é sermos piores, nem nos sentirmos menores, porque o outro é bom… O exercício é transformar esta inveja em admiração e então se inspirar, cresçer, evoluir… No que for! Seja melhor mãe, profissional(vale do lar tb! Aliás oh tarefa ingrata e difícil!) amiga, mulher…

 

PS: Confesso que ainda vou achar que a Gisele Bündchen deve ter chulé, e morrerei rasgada e desmaiada caso você pegue o Tom Brady!

 

Fala aí o que achou, tá?!!!…Me segue no insta…Face…Snap…

 

É a primeira vez que escrevo algo do gênero e acho que gostei. Quando tiver outra coisa relevante volto aqui!

 

Mil beijinhos e obrigada amiga/o!

 

 

Comentários



Arquivo
Notícias por email

Coloque seu e-mail no campo acima para
receber notícias exclusivas!

Buscar
Biba no Instagram